• Siga o Meia-Hora nas redes!

De volta ao passado

Para criar uma atmosfera retrô, arquitetos explicam como investir em design antigo

A decoração retrô nunca esteve tão em alta quanto nos últimos anos. Prova disso é o aumento da procura por peças inspiradas em designs antigos. Dentro de casa, pode-se enfeitar o ambiente e criar um espaço com o clima de décadas passadas. Isso não quer dizer que você tem que sair correndo à procura de preciosidades no 'mercado de pulgas' mais próximo. Preste atenção às dicas dadas por especialistas ouvidos pelo MEIA HORA.

O aspecto retrô é alcançado com peças atuais que remetem ao visual de produtos antigos. Busca-se, assim, uma certa nostalgia. "O estilo surgiu inspirado aos anos 50 e 60. O décor virou sinônimo de tudo o que é antigo. Mas é preciso ficar atento, pois não estamos falando de objetos daquela época, mas, sim, réplicas inspiradas em peças antigas", explica a arquiteta Cristiane Schiavoni.

No entanto, quem tem em casa móveis e objetos antigos do tempo da avó pode investir em uma decoração vintage. Nesse estilo, a decoração é feita com produtos originalmente fabricados e usados no passado. "São reutilizados esses elementos que, com o passar dos anos, foram deixadas de lado", explica a arquiteta Fernanda Sakabe.

Para a decoração retrô, os móveis utilizados possuem características mais orgânicas e naturais, com bastante uso de madeiras e ferro. As peças se caracterizam pelo pé palito, formato arredondado, estruturas metálicas, cores vibrantes (vermelho, amarelo e laranja). Além disso, os tons pastéis também marcam presença, tais como o azul e o amarelo-bebê.

"Os pés do tipo palito em madeira são bem marcantes no mobiliário retrô. Eles são bem visíveis em diversos aparadores, buffets, cadeiras e poltronas", explica a arquiteta Ana Paula Briza, do escritório Triarq Studio. Além disso, o vinil e a fórmica também eram materiais usados nos móveis das décadas passadas.

Comentários

Mais notícias