• Siga o Meia-Hora nas redes!

Saiba como e quem deve fazer a checagem nos condomínios

A Lei da Autovistoria foi criada em 2012, após o acidente com o edifício Liberdade, no Centro do Rio. O prédio desabou e provocou a queda de outras duas construções, além de danos ao Theatro Municipal.

De acordo com especialistas, para que não ocorram acidentes como o de 2012, a inspeção regular é necessária em edificações de três ou mais pavimentos e naquelas que tiverem área construída igual ou superior a 1.000 m². Para isso, durante a vistoria, o profissional deve verificar todas as condições de conservação, estabilidade e segurança, além de garantir a execução das medidas reparadoras.

Há problemas que causam risco e precisam ser contornados imediatamente. Outros são passíveis de manutenção, como aqueles registrados no prédio onde o síndico Milton Menezes mora, em Copacabana. Lá, a vistoria foi realizada em 2013. "Tivemos que fazer pequenas obras, na parte interna e fachada. Eram problemas fáceis de solucionar".

Para realizar a vistoria técnica, o responsável pela edificação deve contratar empresa, engenheiro ou arquiteto legalmente habilitado no Crea-RJ ou no CAU-RJ. O profissional deverá elaborar laudo técnico atestando as condições da edificação. Ele avalia o que precisa de reparo e determina um tempo máximo para o conserto. Cabe ao responsável pelo imóvel comunicar o resultado da vistoria à prefeitura.

Comentários

Mais notícias