• Siga o Meia-Hora nas redes!

A nova aposta da Fiat

O 'MEIA HORA' avaliou a versão automática do sedã Cronos, que custa R$ 69 mil

Lançado em fevereiro, o Fiat Cronos representa uma nova aposta da marca italiana no mercado brasileiro. Depois da frustração com os resultados do Linea e até das versões mais equipadas do Grand Siena, a marca investiu novamente no segmento de sedãs compactos. O modelo abusa das linhas agressivas e é vendido em cinco versões. Para avaliar suas características, o MEIA HORA testou a configuração topo do Fiat Cronos, a Precision AT6, que custa R$ 69.990.

Na primeira oportunidade, o câmbio automático impressionou pela qualidade da transmissão. Acoplado ao motor 1.8 E.Torq, que rende 139 cavalos e torque máximo de 19,3 quilos, o sistema realiza com maestria as trocas de marcha. O modelo ainda conta com aletas atrás do volante, além de opção de câmbio pela própria manopla, com um movimento sutil na alavanca, no que seria a opção semi-automática.

Foram pouco mais de 300 quilômetros rodados em uma semana. No período, o carro foi utilizado na cidade, em situações de trânsito intenso e vias esburacadas. Graças à motorização, o modelo não deixou a desejar no quesito desempenho. Ultrapassagens, retomadas e partidas não representaram um desafio para o sedã. Parte do sucesso é atribuído ao câmbio automático de seis marchas.

Redução de consumo

Em comparação com o modelo manual, que também foi testado pelo MEIA HORA, a versão automática apresentou redução de consumo de combustível. Enquanto a opção com pedal de embreagem teve consumo médio de 10,6 km/l, o modelo automático atingiu a marca de 11,2 km/l.

Comentrios

Mais notcias