• Siga o Meia-Hora nas redes!

Pronta para o combate

Moto feita por fabricante do fuzil AK-47 terá autonomia de 150 quilômetros

Por O Dia

Fabricante de armas prepara moto elétrica
Fabricante de armas prepara moto elétrica - Divulgação

A Kalashnikov, mundialmente conhecida por fabricar o fuzil de assalto AK-47 mais mortífero do mundo, agora vai produzir motos elétricas. O anúncio inusitado faz parte de uma empreitada da marca no mercado de veículos limpos. O modelo foi apresentado na feira de inovações militares, na Rússia.

Chamada de UM-1, a motocicleta tem visual simplório e parece com modelos destinados à prática de trilhas. Segundo a marca, ela foi feita para ser fácil de operar e gerar gastos bem menores com a manutenção, além do fato de não ser barulhenta ou poluir. Graças à tecnologia limpa, o modelo será capaz de rodar 150 quilômetros com uma única carga da bateria feita de fosfato de lítio e ferro.

A energia gerada pelo componente vai para um motor capaz de gerar 15 kW (o equivalente a 24 cavalos de potência). Isso é força suficiente para garantir a aceleração máxima de 100 km/h. Com peso de 165 quilos, a UM-1 traz garfos invertidos e suspensão dupla de curso longo (200 mm) na dianteira. Já na traseira, o sistema de amortecimento é do tipo monochoque. Além disso, há freios a disco nas duas rodas e ABS. O quadro de treliça sem carenagens e a iluminação LEDs (farol e lanterna) também estão entre as características marcantes do modelo.

O painel de instrumentos 100% digital apresenta informações necessárias para o condutor. Condição da bateria, velocidade, marcha e dados da viagem estão entre os parâmetros informados no equipamento. Apesar de já ter sido revelada, a UM-1 ainda não tem valor definido ou data para chegar às concessionárias da marca na Rússia.

Galeria de Fotos

Fabricante de armas prepara moto elétrica Divulgação
Painel de instrumentos 100% digital informa a autonomia Divulgação
Fabricante de armas prepara moto elétrica Divulgação
Fabricante de armas prepara moto elétrica Divulgação

Comentários

Mais notcias