Mais Lidas

Ex-Mulher Abacaxi assume posto de rainha da Acadêmicos do Sossego

Marcela Porto era madrinha da Unidos da Ponte

Marcela Ponte, Madrinha da Unidos da Ponte, durante desfile
Marcela Ponte, Madrinha da Unidos da Ponte, durante desfile -
Rio - Marcela Porto, que ficou conhecida no meio artístico como Mulher Abacaxi, está de casa nova. Depois de se despedir da Unidos da Ponte, ela assume o posto de rainha da Acadêmicos do Sossego, escola de samba que desfila na Série Ouro.

"Eu queria muito desfilar em uma escola de samba de Niterói ou São Gonçalo, já que eu moro em Maricá. Aceitaria até empurrar carro alegórico. Quando surgiu o convite para ser rainha, aceitei na mesma hora. Estou muito feliz. Quero agradecer muito ao presidente Hugo Junior", disse ela.

Marcela é trans, caminhoneira e dona de uma transportadora de minérios com dez funcionários, e aproveitou para falar sobre a importância de levar representatividade para Sapucaí. "Representatividade importa também no carnaval. É muito bom ter trans na Sapucaí, lugar de tanta visibilidade e alegria. Chega de só notícia triste de mulheres trans", afirma.
Marcela também quer ver a Sossego campeã da Série Ouro em sua estreia. "A escola teve a melhor colocação neste ano, o sexto lugar. Em 2023, vamos ser campeões e subir para o Especial", finaliza a caminhoneira.

A primeira vez que a empresária desfilou foi em 2017 na Inocentes de Belford Roxo no posto de musa. Depois de um hiato de 5 anos, ela voltou à Sapucaí, dessa vez como madrinha da Unidos da Ponte.
Marcela Ponte, Madrinha da Unidos da Ponte, durante desfile CARLOS ALVES / Riotur
Marcela Porto, caminhoneira trans Divulgação
Marcela Porto Daniel Janssens/Ed. Globo
Marcela Porto Allan BERTOZZI
Marcela Porto, caminhoneira trans Divulgação
Marcela Porto Allan BERTOZZI
Marcela Porto, caminhoneira trans Divulgação