• Siga o Meia-Hora nas redes!

Boavista está na final

Verdão elimina o Bangu com empate em 2 a 2 e decidirá a Taça GB com Fla ou Fogo

Ex-Flamengo, Botafogo e Vasco, Fellype Gabriel quer levar o Boavista ao inédito título  da Taça GB
Ex-Flamengo, Botafogo e Vasco, Fellype Gabriel quer levar o Boavista ao inédito título da Taça GB - Alexandre Brum

Em jogo com final eletrizante no Engenhão, ontem, o Boavista abriu dois gols de frente sobre o Bangu no primeiro tempo, levou o empate na etapa final, mas fez valer a vantagem pela melhor campanha e se classificou à decisão da Taça Guanabara com o placar de 2 a 2. Agora, a equipe do técnico Eduardo Allax espera o vencedor do clássico de amanhã entre Flamengo e Botafogo para saber quem enfrentará na decisão do dia 18. Na única vez que o Time de Saquarema havia chegou à final deste turno do Carioca, em 2011, foi vice-campeão para o Fla (1 a 0).

O Boavista abriu o placar aos 34 minutos com Fellype Gabriel, que acertou o ângulo após receber passe de Lucas, em bela jogada. O ex-meia de Flamengo, Vasco e Botafogo ainda fez o segundo, de pênalti, aos 41. Na jogada, Guilherme cortou a bola com a mão após escanteio.

Após uma confusão envolvendo atletas e as comissões técnicas dos dois clubes no intervalo jogadores do Boavista acusam o técnico do Bangu, Alfredo Sampaio, de agredir um preparador físico do Verdão que teria espionado seu treino , o Alvirrubro reagiu no segundo tempo e descontou com Nilson, aos 13 minutos. O atacante, que no Santos ficou marcado por perder um gol sem goleiro na Vila Belmiro, contra o Palmeiras, pela primeira partida da final da Copa do Brasil de 2015 o Santos venceu por 1 a 0, perdeu a volta por 2 a 1 e amagou o vice-campeonato nos pênaltis (4 a 3) , recebeu cruzamento de Anderson Lessa e fez de cabeça.

Depois, aos 27, Almir deixou tudo igual. Após cruzamento de Valdir, o ex-meia de Botafogo e Flamengo se antecipou à marcação da zaga adversária e também marcou de cabeça: 2 a 2.

O Bangu se atirou em busca do gol salvador, mas esbarrou no travessão, em nova cabeçada de Almir, e em Rafael. Além de pegar um chute cara a cara de Anderson Lessa, o ex-goleiro de Vasco e Fluminense fez uma defesa incrível nos acréscimos, aos 48, após cabeçada de Nilson. Após o apito final, outra confusão foi apartada.

Comentários

Mais notícias