• Siga o Meia-Hora nas redes!

Pra sacudir o Salgueiro

Airton e De Amores podem ser relacionados no jogo de amanhã

Airton tem apresentado melhora no condicionamento físico
Airton tem apresentado melhora no condicionamento físico - LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.

O Fluminense deverá entrar em campo amanhã, às 19h15, no Engenhão (Estádio Nilton Santos), contra o Salgueiro-PE, pela segunda fase da Copa do Brasil, com duas novidades. O técnico Abel Braga já pode contar, pelo menos no banco de reservas, com o goleiro uruguaio De Amores e o volante Airton.

O camisa 5 está recuperado de uma fratura na fíbula do tornozelo direito sofrida em junho do ano passado, quando ainda defendia as cores do Botafogo. Ele não joga desde então. Nos treinamentos, Airton tem dado ênfase à parte física e já retomou as atividades com bola. De Amores também vem trabalhando forte para conquistar uma vaga e, a princípio, não será titular do Time de Guerreiros.

O Tricolor não atua desde o último dia 3, quando derrotou o Macaé por 1 a 0 pela Taça Guanabara, mas Abel diz que a equipe começa a ganhar forma para o resto da temporada. "Está ficando redondo o time. O clube levou muita pancada em cima, mas está ficando redondo", afirmou o treinador, ao Sportv, durante os desfiles na Sapucaí.

Pelo lado do adversário, o técnico do Salgueiro, Paulo Júnior, assume que sua equipe é a zebra no confronto. "Não vamos ao Rio para empatar, e sim para jogar futebol. Vamos fazer o nosso jogo, de marcação bem encaixada, com as linhas próximas e tentar jogar por aquela bolinha. Às vezes dá zebra e esperamos que dê", disse o treinador, à Rádio Brasil.

Paulo Júnior comentou a importância do jogo para o modesto Salgueiro. "É o jogo de nossas vidas. Passando de fase, temos o ano inteiro de orçamento. Estamos conscientes disso e que talvez eles não tenham uma oportunidade dessas na carreira novamente, de ir ao Rio e jogar contra o Fluminense. Vamos para jogar e voltar com moral", completou.

Caso o jogo termine empatado, a vaga para a próxima fase será disputada nos pênaltis.

Comentários

Mais notícias