• Siga o Meia-Hora nas redes!

Moça Bonita é com o Flu

Time de Guerreiros goleia o Bangu por 4 a 0 e chega a sete jogos sem derrota

Autor dos dois primeiros gols, Marcos Júnior recebe a marcação durante a partida em Moça Bonita
Autor dos dois primeiros gols, Marcos Júnior recebe a marcação durante a partida em Moça Bonita - Lucas Merçon / Fluminense F.C

O Fluminense estreou com o pé direito na Taça Rio. Com gols de Marcos Júnior (dois), Pedro e Marlon Freitas, o Tricolor venceu o Bangu por 4 a 0, ontem, em Moça Bonita, e chegou ao seu sétimo jogo invicto. O próximo adversário será o Flamengo, sábado, em Cuiabá (MT).

Apesar de iniciar o jogo tomando a iniciativa, o Time de Guerreiros demorou para conseguir infiltrar com perigo na área do Bangu. O Alvirrubro se defendeu bem e apostou nos contra-ataques. Aos 10 minutos, Nilson foi agarrado por Gum na área, mas o pênalti claro foi ignorado pelo árbitro.

Após a parada técnica, o Bangu deu dois sustos na torcida tricolor. Ex-Flamengo e Botafogo, Almir recebeu na área aos 24 e chutou de primeira, mas Jadson salvou. Aos 33, o mesmo Almir cabeceou sozinho por cima do gol. O Flu respondeu com Gilberto, que chutou cruzado e Pedro não alcançou.

Aos 39, outra boa chance do Bangu com Nilson, que recebeu na área, girou e chutou forte, mas Julio César defendeu. Aos 41, Marcos Júnior cobrou falta no bico da grande área, Gum cabeceou e Célio Gabriel fez bela defesa.

O jogo mudou a partir dos 45 minutos, quando Michel, que era o último homem da defesa, derrubou Gilberto e foi expulso. Na cobrança de falta de Sornoza, o goleiro Célio Gabriel fez linda defesa.

Na etapa final, com seis minutos, o Flu já vencia por 2 a 0. No primeiro gol, aos 2, Marlon cruzou na área e Marcos Júnior completou de cabeça. Aos 6, quando a defesa do Bangu deu mole, Gilberto roubou a bola e rolou para o mesmo Marcos Júnior na entrada da área; o camisa 35 puxou para a canhota e bateu no canto.

E cabia mais! Aos 29, Sornoza deu passe na área para Robinho, que chutou cruzado. No rebote do goleiro, Pedro empurrou para o gol. O quarto saiu aos 43, quando Marlon deixou o xará Marlon Freitas na cara do gol. O meia dominou e bateu na saída do goleiro.

Comentários

Mais notícias