• Siga o Meia-Hora nas redes!

Fogão tem a Libertadores como sonho de consumo

Embalado pelo título carioca, Alvinegro quer voltar a brigar contra os grandes da América

Por ASSINATURA REPÓRTER

O uruguaio Rodrigo Aguirre treina no Nilton Santos: maior reforço
O uruguaio Rodrigo Aguirre treina no Nilton Santos: maior reforço - VÍTOR SILVA / SS PRESS / BOTAFOGO

Quinto colocado em 2016 (vaga na Pré-Libertadores) e décimo em 2017 (classificado para a Sul-Americana), o Botafogo entra no Brasileirão sonhando retornar à Liberta. Apesar de contar com um elenco enxuto, o Alvinegro conquistou o Campeonato Carioca e demonstrou ser um time valente sob o comando de Alberto Valentim. Um dos trunfos é o uruguaio Rodrigo Aguirre, principal reforço para a competição. A torcida espera que o atacante repita os bons momentos que o levaram a ser contratado pela Udinese, da Itália, logo no começo da carreira. Outro destaque é o goleiro paraguaio Gatito Fernández, herói na conquista do Carioca.

Nas duas últimas edições do Brasileiro, o Glorioso surpreendeu. Em 2016, era apontado como candidato ao rebaixamento e aprontou com os rivais. No ano passado, após uma espetacular campanha na Libertadores indo até as quartas de final, teve ótimos momentos no Brasileiro, mas perdeu fôlego na reta final e deixou a classificação à competição continental escorrer entre os dedos na reta final. Nas duas competições foi comandado por Jair Ventura.

Da temporada anterior, o clube perdeu Victor Luis, Bruno Silva, Roger e Guilherme, além de sofreu um duro baque com a saída de Jair Ventura, que aceitou convite do Santos.

Novo presidente, Nelson Mufarrej apostou em Felipe Conceição, até então auxiliar-técnico, numa tentativa de reeditar o sucesso com o antecessor. A experiência foi traumática. A eliminação logo na estreia na Copa do Brasil para a modestíssima Aparecidense, de Goiás, deixou a situação de Felipe insustentável e a demissão foi uma questão de dias.

O clube foi buscar Alberto Valentim, também sem muita experiência, mas que, em pouco tempo, deu uma cara ao time. E a recompensa foi o título carioca, eliminando o Flamengo na semifinal e batendo o Vasco na decisão.

Agora, no Brasileiro, o desafio é muito maior, principalmente com um orçamento tão curto e a grave lesão do volante João Paulo, fora de quase toda a temporada. O primeiro passo será segunda-feira, às 20h, no Nilton Santos, justamente contra o poderoso Palmeiras, ex-clube de Alberto Valentim.

Galeria de Fotos

O uruguaio Rodrigo Aguirre treina no Nilton Santos: maior reforço VÍTOR SILVA / SS PRESS / BOTAFOGO

Comentários

Mais notícias