• Siga o Meia-Hora nas redes!

Vantagem alvinegra

No reencontro do Fogão com Loco Abreu, Pimpão garante a virada no finzinho

O volante Marcelo recebe a marcação do Audax, lanterna chileno
O volante Marcelo recebe a marcação do Audax, lanterna chileno - AFP

Loco Abreu é mesmo um amuleto do Botafogo. Ontem, no Chile, bastou o atacante uruguaio entrar em campo com a camisa do Audax Italiano, aos 9 minutos do segundo tempo, para o Alvinegro reagir e a arrancar a virada sobre a equipe chilena, por 2 a 1, com gol de Rodrigo Pimpão aos 45, o que dá ao Glorioso uma leve vantagem nesta primeira fase da Copa Sul-Americana. Como o gol fora de casa é critério de desempate, para se classificar o Botafogo pode perder até por 1 a 0 no jogo de volta, dia 9 de maio, no Estádio Nilton Santos.

"O que importa é sempre estar preparado para ajudar o Botafogo. Venho trabalhando, lutando todos os dias para, quando o professor (Alberto Valentim) precisar, eu estar preparado. Futebol é assim, é imprevisível, a gente nunca sabe o dia de amanhã. A gente tem que trabalhar todos os dias. Estou muito feliz de estar ajudado. A confiança vem depois de ser campeão carioca", disse Rodrigo Pimpão ao canal Fox Sports.

Com passagem por General Severiano de 2010 a 2012, marcada pela 'cavadinha' que rendeu o título estadual do ano em que chegou, o atacante de 41 anos recebeu uma placa antes de a bola rolar, alusiva ao recorde dele de atuar por 26 clubes diferentes.

Do banco de reservas, Loco Abreu viu o Botafogo perder Renatinho logo aos cinco minutos de jogo. O meia sentiu um problema na coxa esquerda e foi substituído por Matheus Fernandes.

Na ressaca do título carioca conquistado no domingo sobre o Vasco, o Botafogo teve mais posse de bola na etapa inicial, mas não criou. Então, levou o gol. Aos 42 minutos, Jeraldino acertou o travessão e, no rebote, o brasileiro Sérgio Santos abriu o placar.

A sorte do Botafogo mudou no segundo tempo, principalmente após a entrada de Loco Abreu no Audax Italiano. Apesar da preocupação com o faro de artilheiro com seu ídolo, o Alvinegro melhorou, passando a levar mais perigo ao adversário.

Aos 27 minutos, Leo Valencia cruzou e Brenner empatou o jogo, após duas tentativas. Já Pimpão, que entrou aos 37, usou as travas da chuteira para escorar a bola na rede, após cruzamento de Gilson.

Comentários

Mais notícias