• Siga o Meia-Hora nas redes!

CBF afasta trio por erros graves

O cartão vermelho que Éverton Ribeiro recebeu no empate do Fla com o Vitória não será anulado

Fla ironiza no Twitter: mão no lugar do rosto de Éverton Ribeiro
Fla ironiza no Twitter: mão no lugar do rosto de Éverton Ribeiro - Reprodução do Twitter do Flamengo

O trio de arbitragem que comandou o empate em 2 a 2 entre Flamengo e Vitória, no sábado, pelo Brasileiro, foi afastado pela CBF, segundo o site Uol. Wagner Reway e seus auxiliares passarão por reciclagem após os erros considerados graves um pênalti inexistente, a favor do Vitória, e um gol em impedimento, do Flamengo. Eles estão fora das próximas três rodadas da Série A e, até lá, só poderão apitar jogos da Série B.

Para a Comissão de Arbitragem, o erro mais grave foi o do segundo gol do Fla, em que Willian Arão, impedido, tocou na bola antes de Réver marcar. No pênalti para o Vitória, a comissão entendeu que a velocidade da bola fez a diferença na expulsão do meia Éverton Ribeiro, admitiu o erro do árbitro, que viu mão onde a bola bateu no rosto do jogador, mas decidiu que nada será alterado. Na súmula, Reway relatou "uso intencional de mão na bola".

"Eles vão passar por um trabalho de reforço, orientação. Vamos observar em jogos da Série B. Se estiverem no nosso padrão, podem e devem voltar", explicou o coronel Marcos Marinho, chefe da comissão, ao Globoesporte.com.

Reway ainda relatou reclamações do clube carioca. "O presidente do Flamengo, Sr. Eduardo Bandeira de Mello, posicionou-se em frente ao vestiário e, quando estávamos passando, proferiu palavras de reclamação contra a arbitragem: 'Isso é uma vergonha o que você está fazendo.' Bandeira se defendeu: "Eu não falei nada no intervalo. Eu simplesmente quis estar ali presente". Pelo Twitter, o Fla ironizou o pênalti com uma imagem de Éverton Ribeiro.

Bandeira de mãos atadas no caso Everton

Com o meia Everton cada vez mais distante do Flamengo e mais próximo do São Paulo, o presidente Bandeira de Mello disse que o Rubro-Negro está apenas aguardando o pagamento da multa rescisória pelo camisa 22 e, quando isso acontecer, não haverá muito o que possa fazer. "Não existe nenhuma negociação com o São Paulo. Fomos notificados que eles vão depositar a multa. O jogador provavelmente está concordando com a transferência. Se não concordar, será acolhido no Flamengo como sempre foi. Se ele quiser ir, não podemos fazer muita coisa", afirmou.

O técnico interino, Mauricio Barbieri, também falou sobre a possível saída de Everton, mas preferiu valorizar o elenco, após o empate na estreia, no Brasileirão. "É um grande jogador, vinha nos ajudando, mas temos um elenco qualificado. Temos que olhar para quem está dentro do Flamengo", disse o interino, de 36 anos.

Comentários

Mais notícias