• Siga o Meia-Hora nas redes!

Faltou a virada no fim

Vascão perde muitas oportunidades e fica no empate com a Chapecoense

Andrés Rios comemora o gol com Thiago Galhardo, que acertou uma bela assistência, e Desábato
Andrés Rios comemora o gol com Thiago Galhardo, que acertou uma bela assistência, e Desábato - Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

A virada do Vasco ficou no quase. Dono do segundo tempo na Arena Condá, o Cruzmaltino pagou um preço pelas chances desperdiçadas no empate em 1 a 1 com a Chapecoense. Wellington Paulista marcou para os donos da casa, e Andrés Ríos deixou tudo igual. Com quatro pontos no Brasileiro, o Vasco volta a atenção para o jogo contra o Racing, da Argentina, quinta-feira, em São Januário, pela Libertadores.

Sob desconfiança depois da goleada de 4 a 0 sofrida em Buenos Aires para o Racing, no meio da semana, a equipe do técnico Zé Ricardo, que desistiu do esquema com três volantes e apostou em Rildo no lugar de Evander, viu a Chapecoense tomar a inciativa do jogo. De cabeça, Wellington Paulista abriu o placar, após cochilada de Paulão, aos 18 minutos.

A dificuldade na criação, porém, limitou o Vasco às tentativas de contra-ataque. Pouco acionado, Yago Pikachu não rendeu, assim como Wagner, que se desdobrou para recompor a marcação no meio-campo. Isolado na ponta esquerda, Rildo foi peça quase figurativa no ataque vascaíno.

A boa notícia foi que o time voltou com uma postura diferente para encarar o segundo tempo. Thiago Galhardo entrou bem e acertou a assistência para o bonito gol de Andrés Ríos, que teve frieza para driblar Jandrei para empatar, aos 9 minutos. As chances de virar se multiplicaram com Rildo, Evander e Wagner. Se faltou serenidade, capricho ou sorte na hora de finalizar, a atitude mostrada é o que a torcida cruzmaltina espera ver sempre daqui para a frente.

Teve bronca no vestiário

Zé Ricardo destacou a mudança de atitude de seus comandados ao voltarem do intervalo: "Fizemos uma cobrança no vestiário para voltarmos ao nosso jogo normal. Surtiu efeito, empatamos com mérito e tivemos chance de virar", avaliou.

O técnico também falou sobre as chances do time na Libertadores. O Vasco é lanterna do Grupo 5, com um ponto conquistado em três jogos. "Temos seis pontos para disputar em casa (o outro jogo em São Januário será contra o Cruzeiro, em 2 de maio). Com o apoio da nossa torcida vamos nos sentir mais cofiantes", disse Zé.

Comentários

Mais notícias