• Siga o Meia-Hora nas redes!

Pressão total no Messi

'Hermanos' fazem hoje um jogo fundamental para suas aspirações

Bicampeã mundial (1978-1986) e carregando o peso de um jejum de títulos internacionais de 25 anos Copa América de 1993 , a Argentina entra em campo hoje para um duelo fundamental com a Croácia, às 15h (de Brasília), pelo Grupo D. E ninguém está mais pressionado do que o astro do Barcelona Lionel Messi, que perdeu pênalti no empate em 1 a 1 com a Islândia, na rodada de abertura.

Mãe do craque, Celia Cuccittini admite que Messi está machucado pelas críticas: "Sofremos, dizem que ele não sente e que vem (para a seleção) por obrigação, mas não é verdade. Se eles o vissem como nós o vemos, sofrendo e chorando... as críticas o machucam. Messi sonha com a Copa, é o que mais quer."

Também pressionado, o técnico Jorge Sampaoli, de 57 anos, sabe que terá um rival de qualidade, que conta com Modric, craque do Real Madrid, e que joga para garantir a vaga, já que venceu o primeiro duelo (2 a 0 sobre a Nigéria). Sampaoli confirmou a barração de Di María para a entrada de Pavón, que jogará ao lado de Agüero.

Na Croácia, as preocupações estão concentradas em Messi. "Se nós formos capazes de pará-lo, acho que vamos ter boas chances. Messi é 50% da Argentina", comentou o atacante Ante Rebic.

Comentários

Mais notícias