• Siga o Meia-Hora nas redes!

Tá 'facinho' pra Suíça

Ferrolho encara a Costa Rica e pode avançar até com derrota

A Suíça tem uma missão teoricamente mais fácil para conquistar uma vaga nas oitavas de final da Copa do Mundo. Diante da já eliminada Costa Rica, hoje, às 15h (de Brasília), em Nizhni Novgorod, ela poderá avançar mesmo se perder por 1 a 0, isso em caso de empate entre Sérvia e Brasil. Em caso de vitória brasileira, pode perder por qualquer placar.

Em meio à expectativa pela classificação, a Suíça tem como obstáculo a polêmica sobre a comemoração de seus gols na vitória sobre a Sérvia (2 a 1). Xhaka e Shaqiri, autores dos tentos, homenagearam a bandeira da Albânia, país cuja nacionalidade é marcante no Kosovo, região de origem deles e que se separou de forma unilateral da Sérvia em 2008. Eles acabaram multados, assim como o lateral Lichtsteiner, que imitou o gesto. O valor total da multa aplicada pela Fifa é de R$ 95 mil.

O governo de Kosovo faz uma vaquinha para ajudar os jogadores a pagar a multa e, até ontem, já havia arrecadado R$ 62 mil.

Também de origem kosovar, o volante Behrami minimizou o caso: "Infelizmente nos jornais também só falavam disso. Entendo que haja interesse, mas me parece que isso não é tão importante. O que queremos é nos concentrar no futebol e é o que estamos fazendo. É a melhor maneira para conseguirmos avançar no Mundial: jogar futebol".

Comentários

Mais notícias