• Siga o Meia-Hora nas redes!

Foi sofrido como tango

Gol aos 40 do segundo tempo salva os hermanos, que agora têm a França pela frente

-

Nem o mais dramático compositor de tango argentino seria capaz de traduzir em canção o sofrimento que a Argentina passou para avançar às oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia. Ontem, em São Petesburgo, os 'hermanos' venceram a Nigéria por 2 a 1 com o gol salvador de Rojo aos 40 minutos do segundo tempo e agora terão a França pela frente, no próximo sábado, em Kazan.

Messi, que finalmente 'acordou' após duas atuações apagadas 1 a 1 com a Islândia e derrota por 3 a 0 para a Croácia , abriu o placar e Moses, de pênalti, marcou para a Nigéria.

No Grupo D, além da Argentina, que avançou na segunda colocação, a Croácia, com 100% de aproveitamento, enfrenta a Dinamarca no domingo, em Nizhny Novgorod. Nigéria, com três pontos, e Islândia, com um, dão adeus.

Ciente de que um empate significaria o fim do sonho do bicampeonato, a Argentina sufocou os nigerianos no primeiro tempo. Aos 14, após bela assistência de Banega, Messi fez seu primeiro gol na Rússia.

E o camisa 10 quase ampliou aos 33: acertou a trave esquerda do goleiro Uzoho em grande cobrança de falta.

Porém, aos cinco da etapa final, Mascherano resolveu 'apimentar' o jogo e agarrou Balugon dentro da área. O árbitro turco apontou para a marca do pênalti sem pestanejar. Na cobrança, Moses, com muita categoria, converteu: 1 a 1.

E quando todos já davam como certo que os 'hermanos' iriam fazer as malas para casa, aos 40, o zagueirão Rojo, no meio da área, aproveitou cruzamento da direita para salvar a Argentina.

"Sabia que Deus estava conosco e ele não ia nos deixar fora", desabafou Messi, aliviado, depois da partida.

Galeria de Fotos

Messi abriu caminho pra vitória AFP

Comentários

Mais notícias