• Siga o Meia-Hora nas redes!

França mais perto do Bi

Uruguai sente falta de Cavani e fica pelo caminho. Franceses vão encarar a Bélgica

A França foi a primeira seleção a se classificar para as semifinais da Copa do Mundo da Rússia. Ontem, em Nijny Novgorod, os 'Azuis' eliminaram o Uruguai: 2 a 0, gols do zagueiro Raphael Varane, de cabeça, no primeiro tempo, e do meia-atacante Antoine Griezmann, após falha bizarra do goleiro Fernando Muslera, na etapa complementar.

Na busca pelo Bicampeonato mundial, a França pegará a Bélgica, que, horas mais tarde, despachou a Seleção Brasileira, em Kazan. A definição do primeiro finalista será na próxima terça-feira, às 15h (de Brasília), em São Petesburgo.

A Celeste sentiu demais a ausência do atacante Edinson Cavani, que ficou no banco por causa de uma lesão na panturrilha esquerda. Com Suárez praticamente isolado, os franceses não tiveram trabalho para dominar a partida.

Na etapa inicial, quando a partida foi mais equilibrada, os franceses tiveram mais posse de bola (58%) e conseguiram controlar o jogo, com precisão de 77% nos passes. Com todos os olhares em Mbappé, a promessa francesa foi muito marcada, mas perdeu grande chance de abrir o placar, aos 15 minutos, de cabeça.

Segura, a França chegou ao gol na bola aérea: Griezmann cobrou falta e Varane cabeceou para o gol, aos 40 minutos. Depois, o Uruguai só não deixou tudo igual porque o goleirão Lloris fez, certamente, a defesa mais bonita do Mundial até aqui, em cabeçada certeira de Cáceres. Desde 1966, o Uruguai não sofria dois gols de cabeça seguidos numa Copa. O outro foi de Portugal, com o zagueiro Pepe.

Aos 13 minutos da etapa final, o técnico Óscar Tabárez sacou Stuani, que não funcionou como substituto de Cavani, e Bentancur para colocar Máxi Gómez e Cebolla Rodríguez. Aos 15, porém, o goleiro Muslera enterrou qualquer chance de reação uruguaia ao engolir um frangaço em chute sem tanta força de Griezmann. Daí em diante, sem sustos, a França só teve o trabalho de deixar o tempo passar.

Comentários

Mais notícias