• Siga o Meia-Hora nas redes!

Hexa fica para o Catar

Brasil erra muito, cede espaços e sai da Copa eliminado pela Bélgica sem apelação

O sonho do Hexacampeonato brasileiro foi adiado pela quarta vez, a terceira nas quartas de final. Na tentativa de redenção do 7 a 1 para a Alemanha na semifinal de 2014, em casa, a Seleção Brasileira perdeu para a Bélgica por 2 a 1, ontem, em Kazan, e deixa a Rússia na mesma fase em que foi eliminada pela França em 2006 (1 a 0) e a Holanda em 2010 (2 a 1). Agora, é refazer o caminho até o Catar, em 2022. Já a Bélgica, em busca do primeiro título, enfrentará a França pela semifinal na terça-feira, às 15h (de Brasília), em São Petersburgo.

"Perdemos para uma grande equipe, que soube aproveitar as oportunidades. O que fica desse grupo é que é batalhador, jovem e que tem grandes possibilidades de ganhar o próximo Mundial", disse o zagueiro Miranda, que foi o capitão da vez, ontem.

O Brasil errou muitos passes. Neymar insistiu novamente em cair na área em busca de pênalti. O árbitro sérvio Milovan Mazic, porém, não caiu na dele e nem na de Gabriel Jesus, que sofreu entrada de Kompany quando já havia mandado a bola para fora. Paulinho desperdiçou três chances incríveis de gol. Assim também fizeram Philippe Coutinho e Firmino.

Douglas Costa entrou no segundo tempo e, mesmo ignorado pelos que insistiam em se concentrar no lado esquerdo, obrigou Courtois a fazer duas grandes defesas. O goleiro belga, aliás, foi um capítulo à parte. Nos acréscimos, aos 48 minutos, ele fez um milagre após o único chute bem colocado de Neymar e mandou para escanteio a bola que entraria no ângulo.

O destaque do Brasil saiu do banco de reservas. O meia Renato Augusto, que entrou no lugar de Paulinho, fez o gol do Brasil aos 30 minutos do segundo tempo. Cabeceou na rede uma bola bem levantada por Coutinho. Ele ainda mandou uma bola rente à trave.

A Bélgica se beneficiou do que fez no primeiro tempo. Contou com gol contra do volante Fernandinho, substituto do suspenso Casemiro, em escanteio, e com gol numa bomba de De Bruyne, após grande jogada de Lukaku, que deixou Fernandinho para trás na arrancada.

Comentários

Mais notícias