• Siga o Meia-Hora nas redes!

Acabou a esperança

Dúvida da CBF frustra a escalação de Guerrero pelo Flamengo contra o São Paulo

A esperança de escalar o Flamengo com Guerrero no ataque para enfrentar o São Paulo na quarta-feira, no Maracanã, acabou ontem para o técnico Mauricio Barbieri. Isso porque o clube consultou a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sobre a legalidade de poder escalar o atacante peruano e a mesma sugeriu que ele procure o Tribunal Federal Suíço para se informar.

Foi este tribunal que, no dia 30 de maio, concedeu a Guerrero um efeito suspensivo de pena aplicada pelo Tribunal Arbitral do Esporte (TAS, na sigla em inglês), para que o jogador disputasse a Copa do Mundo da Rússia pelo Peru. No dia 14 do mesmo mês, o TAS ordenou que ele ficasse suspenso até 14 de janeiro no caso em que foi flagrado com a substância benzoilecgonina, metabólica da cocaína, em seu organismo num exame antidoping realizado em outubro do ano passado.

Embora a CBF tenha dito que não há especificação do período de duração da liminar do Tribunal Federal da Suíça, o que poderia ampliar a liberação de jogos para além do Mundial da Rússia, o líder do Brasileirão prefere, inicialmente, não arriscar preciosos pontos que pode perder se for punido por escalação irregular.

Guerrero, que fez gol e deu assistência para Carrillo na única vitória do Peru na Copa, por 2 a 0 sobre a Austrália, tem treinado como titular no Fla. O camisa 9 tem contrato até 10 de agosto e a renovação está travada.

Com a ausência dele, o colombiano Uribe, recém-contratado e que precisa ser regularizado, disputa vaga com Lincoln. Henrique Dourado cumprirá suspensão contra o São Paulo, pois foi expulso no empate em a 1 com o Palmeiras ao se meter em briga no campo, mesmo estando no banco de reservas.

Comentários

Mais notícias