• Siga o Meia-Hora nas redes!

Reforços não pegam LDU

Castán e Vinicius Araújo não estão inscritos. Falta regularizar Maxi e Lenon tem lesão

Para o lateral-esquerdo Ramon, o Vasco deve encarar o jogo contra a LDU como o mais importante do ano
Para o lateral-esquerdo Ramon, o Vasco deve encarar o jogo contra a LDU como o mais importante do ano - Rafael Ribeiro / Vasco.com.br

Ainda não será contra a LDU, do Equador, na próxima quinta-feira, às 19h30, em São Januário, pela partida de volta da 2ª fase da Copa Sul-Americana, que a torcida do Vasco verá os novos reforços em ação: o zagueiro Leandro Castán e os atacantes Maxi López e Vinicius Araújo ainda não estão regularizados. Já o lateral-direito Lenon está lesionado.

O argentino, principalmente, apesar de estar na lista de inscritos do Gigante da Colina na competição, precisaria estar no Boletim Informativo Diário (BID) antes do primeiro jogo contra a LDU, realizado no dia 25 de julho, mas só apareceu no dia 31. Por isso, ele não pode entrar em campo na quinta-feira, e sua estreia poderá acontecer contra o Palmeiras, no domingo, pelo Brasileirão, no Allianz Parque.

"Que eu saiba, funciona da seguinte forma: você pode mudar de acordo com a passagem de fase. Se o Vasco passar da LDU, poderá trocar dois nomes. Se passar de fase novamente, poderá trocar mais dois nomes e assim por diante", explicou o presidente Alexandre Campello, em contato com o canal Esporte Interativo.

No primeiro jogo, o Vasco perdeu por 3 a 1, em Quito, e precisa de uma vitória de 2 a 0 para avançar.

Para o lateral-esquerdo Ramon, o primeiro passo para o triunfo vascaíno é encarar o próximo confronto contra a LDU como o mais importante do clube na temporada. "Até quinta é o nosso jogo mais importante. Define nosso calendário em uma competição sul-americana que dá vaga na Libertadores e tem boa premiação. Temos totais condições de passar e vamos nos preparar para isso".

Se avançar, o Vasco vai enfrentar nas oitavas de final da Sul-Americana o Deportivo Cali, da Colômbia. A premiação é de R$ 1 milhão e 200 mil.

Comentários

Mais notícias