• Siga o Meia-Hora nas redes!

Dúvida para encarar o Inter

Sornoza é diagnosticado com edema na coxa esquerda e será acompanhado até segunda

O meia equatoriano Sornoza faz tratamento para se curar do edema
O meia equatoriano Sornoza faz tratamento para se curar do edema - LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.

Além do gol do empate em 1 a 1 sofrido aos 36 minutos do segundo tempo, o Fluminense deixou o jogo de domingo contra o Bahia, no Maracanã, com outra notícia ruim. Sornoza, substituído por Everaldo antes do gol, aos 31 minutos, foi diagnosticado ontem com um edema na coxa esquerda. O meia equatoriano já se trata, mas é dúvida para enfrentar o Internacional na próxima segunda-feira, no Maracanã.

O lado bom é que o Tricolor terá a semana inteira para trabalhar, já que não jogará até lá. Caso Sornoza não tenha condições, o técnico Marcelo Oliveira poderá escalar Everaldo ou Mateus Norton, este numa formação defensiva.

Só dá Pedro

A alegria do Tricolor fica por conta de Pedro. Com o gol marcado contra o Bahia, o centroavante, de 21 anos, chegou a 10 no Brasileirão e isolou-se na artilharia. Em participação no programa Seleção Sportv, ele ouviu uma opinião sincera do ex-meia sérvio Petkovic, que passou pelo Flu de 2005 a 2006 e, atualmente, é comentarista do canal.

"Nos primeiros jogos que eu vi seus, me pareceu que estava fazendo gols mais na sorte, e que não tratava a bola tão bem. Muito parecido com o Henrique Dourado (hoje no Flamengo), que faz uns gols, mas tecnicamente não é bom. Esse último gol faltava no repertório para eu, talvez, abrir mão e dizer: 'Estou convencido que você tem o que mostrar, de que tem parte de conhecimento da técnica e da qualidade'", disse Pet.

Derrota para Scarpa e Verdão

O Fluminense conseguiu, na 70ª Vara do Trabalho do Rio, o bloqueio de R$ 200 milhões das contas do meia Gustavo Scarpa e do Palmeiras. A decisão determina o arresto dessa quantia para garantir ao clube carioca o recebimento da cláusula indenizatória do meia, de 24 anos, que se transferiu para o Verdão no início deste ano, alegando atraso de pagamento de direitos trabalhistas, numa negociação que nada rendeu para o Fluminense. A quantia precisa ser depositada em até cinco dias, sob pena de bloqueio imediato das contas.

Apesar da decisão, Scarpa pode ser utilizado normalmente pelo Palmeiras e deve viajar com o grupo, que, na quinta-feira, enfrentará o Cerro Porteño, no Paraguai, pela Libertadores.

Comentários

Mais notícias