Mais Lidas

Ex-agente revela que Maradona tinha Ferraris batidas e podia avançar sinal vermelho

Craque conseguiu uma licença especial quando morava em Nápoles

Maradona isentou Messi de culpa
Maradona isentou Messi de culpa -
Rio - Ex-agente de Diego Maradona, morto na última quarta-feira, o empresário Jon Smith revelou uma história curiosa sobre o craque argentino. Em entrevista à ESPN, ele relembrou que o argentino tinha várias Ferraris batidas e que ele tinha permissão para cruzar sinais vermelhos em Nápoles.
"Ele disse para mim: 'Venha cá'. Eu o segui e fomos para a garagem dele embaixo da casa. Ele abriu a porta, e eu sabia que ele tinha Ferraris lá. Todas essas Ferraris estacionadas e algumas bem estragadas", contou.
"E ele dizia: 'Olha, meu novo bebê'. Ele me mostrou uma nova, qualquer que fosse. Eu comecei a elogiar, dizer que era fantástico, mas perguntei o que eram todas aquelas batidas. Ele disse: 'Ah, as pessoas, o trânsito, os semáforos'. E, cá entre nós, eu e algumas pessoas locais conseguimos influência com o chefe da polícia de Nápoles, qualquer que fosse o cargo dele. Conseguimos uma licença especial para cruzar na luz vermelha. Não foi muito difícil, porque a maioria das pessoas em Nápoles passava no vermelho de qualquer jeito. Mas ele não podia por ser quem era. Foi um momento que ele me amou por isso", completou.
Smith também relembrou os bons momentos que viveu na casa de Don Diego.
"Era um circo, para ser honesto, porque ele era um garoto amável e não dizia 'não' para ninguém. Você ia para a casa dele em Nápoles e tinha 35 pessoas lá. E 25 delas falando com ele ao mesmo tempo. Tinha tanta informação ao mesmo tempo. 'Posso falar com você sobre isso?'. 'Sim, sim'. Aí saíamos e conversávamos e, quando ele te deixava, se juntava a essas outras 35 pessoas, e elas iam dizer outras coisas para ele. Foi um completo privilégio ser parte disso, mas muito difícil ser o agente dele", finalizou.