Mais Lidas

Para estreia na Libertadores, Fluminense pede que torcida não aglomere no Maraca

Tricolor é o responsável pela segurança fora do estádio e pode ser punido se houver aglomeração

Torcida recepciona ônibus do Flu antes do jogo contra o Cuenca-EQU, no Maracanã, em 2018
Torcida recepciona ônibus do Flu antes do jogo contra o Cuenca-EQU, no Maracanã, em 2018 -
Com o retorno à Libertadores marcado para a próxima quinta-feira (22), contra o River Plate no Maracanã, o Fluminense pediu aos torcedores que respeitem o protocolo sanitário contra a covid-19 e evitem aglomeração e festa na chegada do ônibus dos jogadores no estádio. O Tricolor lembrou que é o responsável pela segurança no perímetro externo e pode sofrer punições da Conmebol.
Sem jogar a competição desde 2013, o Fluminense retorna sem público por causa da pandemia. E a torcida poderia planejar uma festa de recepção para mostrar apoio. Entretanto, o protocolo de operações em competições da Conmebol é rígido e prevê multas e outras punições em caso de descumprimento.
"A Confederação proíbe a ação conhecida como Ruas de Fogo, assim como o uso de qualquer artefato inflamável, pirotécnico ou explosivo dentro do estádio ou nas áreas próximas e vias no entorno do local da partida. As medidas valem para antes e depois dos jogos(...) O regulamento é duro, expressamente, contra qualquer tipo de aglomeração, corredor ou recepção aos jogadores nos arredores do estádio", diz o comunicado do Fluminense.