• Siga o Meia-Hora nas redes!

CANTE O SAMBA

Eu vou pedir a iluminada lua,

que no azul flutua,
pra compreender

Minha floresta,
mãe de toda mata

Já é madrugada, o dia vai nascer

O uirapuru em sua cantoria

Faz a harmonia
pra chamar de amor

Já vai bem longe, o cururu vigia

outra melodia pro compositor

Yara segue o som da corredeira

O boto traz a sedução

Cobra Coral no pé da bananeira

Alma Brasileira, anunciação

ô ô ô pela flor do Buriti

Uma cuia de açaí

No igapó do tracajá

ô ô ô, pelos olhos de Tupã

A beleza de Cunhã

Afinando o sabiá

As Bachianas são Ubirajaras

Imaginando um coral de sacis

Sob o céu repleto de araras

Vitória rege a orquestra de Tupis

Festa na aldeia, o índio pede bis

Laiá, Laiá, sou de flecha

Laiá, Laiá, de tacape e cocar

Ao bailar a batuta do maestro

Renasce a tribo Jacarepaguá

Canoeiro, canoeiro

O velho candeeiro alumia

Villa-Lobos, brasileiro

Faz da Renascer a sua sinfonia

Comentários

Mais notícias