• Siga o Meia-Hora nas redes!

PM é morto no Méier

Sargento é o 15º policial militar morto este ano no Rio

Miranda tinha 41 anos e 3 filhos
Miranda tinha 41 anos e 3 filhos - Reprodução

A violência contra policiais não deu trégua no Carnaval. Ontem, o sargento da PM Fábio Miranda Silva, de 41 anos, foi morto com três tiros na esquina das ruas Thompson Flôres e Joaquina Rosa, no Méier, na Zona Norte. Ele foi o 15º PM assassinado este ano. À noite, o cabo Marcelo Oliveira da Silva, do 7º BPM (Alcântara), foi baleado na barriga, no Jardim Catarina, em São Gonçalo. Ele passava por cirurgia no momento do fechamento desta edição.

Lotado no Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), o sargento saía para trabalhar quando o crime aconteceu. "Ele estava indo para o BPRv, em Niterói, quando, na esquina da rua em que morava, foi fechado por um veículo de onde saíram dois bandidos armados e anunciaram o assalto", contou um PM. Fábio não reagiu e foi executado."A farda da PM foi a sentença de morte dele. Quando os bandidos a viram, saíram do carro, foram atrás do Fábio e o executaram com três tiros. Na nuca, no queixo e no tórax", contou um PM. Miranda chegou a ser socorrido, mas morreu no Hospital Salgado Filho, no mesmo bairro. A arma dele foi levada pelos bandidos. 

A mulher do policial estava com ele, mas não ficou ferida. O sargento estava na PM há 13 anos e tinha três filhos. A Divisão de Homicídios da Capital investiga.

No sábado à noite, o soldado Dejair Jardim do Nascimento, de 29, da UPP Santa Marta, foi morto a tiros em São Gonçalo, durante um assalto.

Ontem de manhã, o PM André Luiz Xavier Barbosa, de 33, da UPP Pavão-Pavãozinho/Cantagalo, foi atropelado por uma moto em alta velocidade quando fazia patrulhamento Rua Pacheco Leão, no Jardim Botânico, na Zona Sul. Ele foi socorrido, mas morreu no Hospital Miguel Couto, na Gávea. O homem que pilotava a moto também morreu no acidente.

Comentários

Mais notícias