• Siga o Meia-Hora nas redes!

Rainha na mira de fuzis

Bandidos interceptam van da Grande Rio e roubam familiar de Juliana Paes

Juliana Paes na concentração
Juliana Paes na concentração - Ag. News

Juliana Paes, rainha de bateria da Grande Rio, passou por um susto na noite de segunda-feira, a caminho do Sambódromo. A van da escola, que levava a atriz e sua equipe, foi interceptada por ladrões que faziam arrastão na Avenida 31 de Março, próximo à Marquês de Sapucaí. Seis homens com fuzis fizeram o motorista parar, e um deles entrou no veículo. Ele levou apenas um celular Samsung de familiar da beldade.

Há a informação que Juliana Paes teria dispensado a escolta oferecida pela Grande Rio para que ela pudesse chegar à Passarela do Samba.

O assaltante, que reconheceu Juliana, ainda deu o seu recado: não queria iPhones, porque eles viram 'peso de papel', já que essa marca de celular pode ser bloqueada pelo dono. "Odeio iPhone", comentou o traste.

Ninguém foi agredido fisicamente na ação. Depois do susto, Juliana seguiu seu trajeto para a Sapucaí e permaneceu sorridente no camarote da Grande Rio. O grupo não registrou ocorrência em delegacia.

No domingo, o sambista Moacyr Luz foi assaltado também a caminho da Avenida. Ele estava em um táxi, na altura da Central do Brasil, e teve os pertences roubados, além das fantasias das escolas que iria desfilar. O motorista do táxi também perdeu dinheiro e celular.

Moacyr Luz contou que passou por momentos de terror. "Eles bateram no vidro do motorista para que ele abrisse, e os outros dois ficaram com as armas apontadas para mim. O que bateu no vidro do motorista arrancou logo o celular e pegou o dinheiro. Me pediram também o celular e dinheiro, mas levaram tudo. Inclusive minhas fantasias do Paraíso do Tuiuti e da Mangueira e remédios", afirmou o artista.

A onda de violência na cidade, com arrastões e assaltos, fez com que a Secretaria de Segurança determinasse a redistribuição dos 17 mil policiais destacados para o Carnaval.

Comentários

Mais notícias