• Siga o Meia-Hora nas redes!

José Mãos de Tesoura é tetra no Rio de Prêmios

José Lopes ganhou quatro vezes no Rio de Prêmios e abriu um salão
José Lopes ganhou quatro vezes no Rio de Prêmios e abriu um salão - Mauricio Bazilio

Quando ainda morava no Maranhão, o cabeleireiro José Lopes, de 38 anos, ganhava R$ 4 em um corte de cabelo. Era preciso conseguir muitos clientes para ter dinheiro suficiente no fim do mês para pagar todas as contas. E nem sempre ele conseguia. Foi aí que José se cansou dessa vida no Nordeste e veio com a cara e a coragem tentar a sorte no Rio de Janeiro. Teve que mudar de profissão, largar as tesouras e substituí-las por material de obra, como ajudante em construções. O dinheiro, no entanto, ainda era pouco.

José Lopes se manteve conectado com a sua paixão de cortar cabelos num espaço pequeno na comunidade do Dendê, na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio. Aí, numa tacada da sorte, ele ganhou no Rio de Prêmios. Na verdade, foram quatro tacadas certeiras, porque José Lopes é tetracampeão do bilhete da Loteria do Estado do Rio de Janeiro (Loterj). Foram dois prêmios de R$ 5 mil e outros dois no cupom de 19 acertos. Hora de descer o morro e apostar em uma loja na principal rua do Jardim Carioca. Hoje, no Studio Beleza, ele já cobra R$ 30 no corte com escova.

"Minha vida melhorou muito aqui no Rio de Janeiro. Além de criar e ampliar meu salão, uma parte do dinheiro estou guardando para comprar a loja, que hoje é alugada", conta José, que tem certeza que não gastou toda a sua sorte e sonha com o prêmio principal para comprar a casa própria.

Comentários

Mais notícias