• Siga o Meia-Hora nas redes!

Imóveis interditados

Defesa Civil veta mais de 50 casas no Complexo do Alemão e em Cascadura

O aposentado Albertino Rodrigues, morador de Rocha Miranda, perdeu tudo em casa após a enchente
O aposentado Albertino Rodrigues, morador de Rocha Miranda, perdeu tudo em casa após a enchente - Severino Silva

Devido ao risco de desabamento, em consequência das fortes chuvas que castigaram o Rio na madrugada de ontem, a Defesa Civil interditou 51 imóveis, sendo 41 no Complexo do Alemão e 10 em Cascadura, as duas áreas na Zona Norte da cidade. Ao todo, 182 ocorrências de emergência foram atendidas.

Dos mais de dois mil desalojados, 250 famílias foram do Parque Everest, no Complexo do Alemão. Em 44 comunidades da cidade, 77 sirenes foram acionadas para que os moradores se deslocassem para locais seguros, durante a madrugada.

A manhã de ontem foi de muito trabalho para os moradores que enfrentaram as enchentes. Em Cascadura, teve gente que perdeu tudo dentro de casa. Três carros, que estavam estacionados em uma das casas de uma vila, foram arrastados pela força da correnteza. "A lama chegou a quase 1,80 metro de altura. Os vizinhos fizeram uma corrente humana e nós nos salvamos", disse um morador do bairro, o lanterneiro João Pedro de Lima, de 54 anos, que afirma ter perdido também um carro com a chuvarada.

Em Rocha Miranda, o aposentado Albertino Rodrigues, perdeu tudo quando a chuva invadiu sua casa. Em Piedade, também na Zona Norte, moradores da Rua Torres de Oliveira, encontraram dezenas de peixes na via, que vieram de uma represa, de um clube do bairro, que transbordou.

A Comblurb mobilizou equipes ainda na noite de quarta-feira para atuar em pontos da cidade com bolsões d'água. E desde a manhã de ontem, garis realizaram também limpeza de ralos e bueiros, além de remover lama, árvores e resíduos arrastados pelas chuvas.

Comentários

Mais notícias