• Siga o Meia-Hora nas redes!

Unidos da Ponte volta à Sapucaí

Escola de São João de Meriti é a campeã da Série B e vai acabar com jejum de 15 anos

Mestre-sala e porta-bandeira da Ponte se apresentam na Intendente
Mestre-sala e porta-bandeira da Ponte se apresentam na Intendente - DIVULGAÇÃO

Com o enredo Romance de Xangô: A Dança do Fogo, a Unidos da Ponte foi a grande campeã da Série B do Carnaval do Rio. Em 2019, a escola de São João de Meriti voltará a desfilar na Marquês de Sapucaí, pela Série A, após 15 anos longe do principal palco do samba. A agremiação da Baixada Fluminense foi a segunda a se apresentar terça-feira, na Intendente Magalhães. O vice-campeonato ficou com a União do Parque Curicica, seguida pela Tradição. Vargens, Cabuçu e Jacarezinho caíram para o Grupo C.

Emocionado, o carnavalesco Lucas Milato, que fez sua estreia no Carnaval, comemorou a conquista da Ponte: "Quando fui contratado, muitas pessoas duvidaram da minha capacidade devido à pouca idade. Realmente não tinha experiência, mas sabia que era capaz de fazer um bom trabalho. Agora, é preparar a escola para o desfile no Sambódromo. Estou muito feliz".

Outro que se emocionou com o título foi André Kabala, diretor de Carnaval da Azul e Branca. "Não tenho palavras para descrever essa sensação. Somos campeões! Ano que vem é a Ponte na Sapucaí", comemorou ele.

A Ponte fez uma imersão sob a ótica do poeta português Vitorino Nemésio, em sua visita à Bahia, em 1950. Na ocasião, o autor de "Romance de Xangô" foi levado para conhecer o Terreiro de Mãe Anísia. Daí veio a inspiração para o enredo da escola. Um dos pontos altos do desfile foi a apresentação da Comissão de Frente, que representou uma "Noite de festa em Salvador". Apesar da simplicidade na fantasia, a coreografia foi muito bem executada, dando uma amostra do que estava por vir.

Comentários

Mais notícias