• Siga o Meia-Hora nas redes!

Casal vai pro xadrez

Mãe e padrasto são presos por ocultação do cadáver de bebê

Mikaelly, de 1 ano: corpo da bebê foi encontrado em uma casa
Mikaelly, de 1 ano: corpo da bebê foi encontrado em uma casa - Reprodução

O casal Janoir Martins Custódio e Raiane de Oliveira Gonçalves foi preso por policiais da 110ª DP (Teresepólis) pelo crime de ocultação do cadáver da pequena Mikaelly de Oliveira Ribeiro, de 1 ano, na sexta-feira. A menina era filha de Raiane e enteada de Janoir.

Segundo o delegado Diogo Schettini, da 110ª DP, policiais militares chegaram até a residência do casal após receber denúncia de que Raiane estaria sendo agredida pelo companheiro, Janoir, e que a filha dela havia desaparecido há mais de seis meses. Entretanto, as investigações descobriram que, na verdade, a menina teria sido espancada até a morte pelo padrasto. Após o crime, o casal teria ocultado o corpo no quintal de uma casa em que moraram anteriormente.

À polícia, Raiane disse não se lembrar de onde morava, mas deu informações que ajudaram na localização da casa. Após a residência ser encontrada, o Corpo de Bombeiros localizou os restos mortais da criança. O trabalho da perícia foi realizado. Os atuais moradores do imóvel também foram levados para a delegacia para prestar depoimento.

De acordo com Raiane, Janoir a ameaçou de morte, caso ela procurasse a polícia. Os dois confessaram o crime de ocultação de cadáver e foram presos em flagrante. O pedido de prisão preventiva será feito para a Justiça. A polícia investiga a participação de outras pessoas no crime.

Raiane morava em Juiz de Fora, sua cidade natal. Ela conheceu Janoir em uma rede social e foi morar com ele em Teresópolis, na Região Serrana do Rio.

Comentários

Mais notícias