• Siga o Meia-Hora nas redes!

Dinheiro pra comerciantes

Vendedores pré-cadastrados poderão receber aluguel social de R$ 400

Três urutus estão em manutenção para a Secretaria de Segurança
Três urutus estão em manutenção para a Secretaria de Segurança - Divulgação

Comerciantes tentavam retomar a rotina na Praça Miami, na Vila Kennedy, ontem. O local foi palco de uma operação da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) na sexta-feira. Na ação, agentes retiraram barracas com tratores.

Na ocasião, o prefeito Marcelo Crivella (PRB) determinou o recadastramento dos vendedores. A prefeitura informou que os 44 comerciantes pré-cadastrados pelo município após a operação poderão receber o aluguel social de R$ 400.

Tropas até 18h

Também na Vila Kennedy, cerca de 300 militares do Exército passaram a patrulhar a comunidade diariamente. A ação deve durar até o fim da intervenção federal na segurança pública do Rio. No entanto, os soldados só ficarão nas ruas até as 18h. Após esse horário, a Polícia Militar vai assumir a segurança da região. A Secretaria de Segurança vai receber três blindados modelo Urutu disponibilizados pelo Exército que passam por manutenção.

O gabinete do interventor federal no Rio, general Braga Netto, não respondeu sobre o motivo da escolha do policiamento intensificado na comunidade, que já teve operações seguidas de retiradas de barricadas por soldados desde o início da intervenção. A Vila Kennedy, que tem Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), fica a 10 km de distância da Vila Militar. Os assassinos do sargento do Exército Bruno Cazuca, morto no mês passado, são da comunidade.

Para o patrulhamento dos soldados, as regras de uso progressivo da força, em que atirar é só a última atitude a ser tomada pelo militar, foram reforçadas pelo Exército.

Comentários

Mais notícias