• Siga o Meia-Hora nas redes!

Tiro mata bebê no Alemão

Uma mulher também foi morta, durante confronto entre PMs e bandidos

Mulher chora diante do carrinho de bebê onde a criança estava
Mulher chora diante do carrinho de bebê onde a criança estava - reprodução da internet

Um bebê de 2 anos foi morto por bala perdida durante uma intensa troca de tiros entre policiais militares e bandidos na Favela Nova Brasília, no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio, ontem. A criança foi atingida na cabeça, a mãe dela também foi baleada e sobreviveu. Outras duas pessoas foram atingidas: uma moradora, que morreu, e uma criança de 10 anos, ferida na perna.

Segundo a PM, policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Nova Brasília trocaram tiros com bandidos fortemente armados que estavam em um carro. Os criminosos teriam entrado na favela e o tiroteio se intensificou. Pessoas que estavam em uma praça acabaram sendo atingidas, entre elas o bebê, que estava no carrinho com a mãe.

No confronto, dois suspeitos foram baleados, um deles morreu. Um fuzil foi apreendido com a dupla. Os feridos foram socorridos e levados para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha.

Após o tiroteio, moradores fecharam a Avenida Itaóca. Houve depredação na Unidade de Pronta Atendimento (UPA) do Alemão. O Batalhão de Choque foi acionado para reforçar o policiamento na região.

Segundo a PM, um dos feridos é um criminoso conhecido como Carão, suspeito de liderar o tráfico na região. Os traficantes estavam em um Renegade roubado quando viram uma viatura e fizeram os disparos.

Pelas redes sociais, moradores falaram sobre o tiroteio, que começou na Rua Nova Brasília. "Mais uma guerra no Alemão com vítimas", postou uma moradora. "Um absurdo, estamos vivendo no meio de um inferno", comentou outro.

Galeria de Fotos

Mulher chora diante do carrinho de bebê onde a criança estava reprodução da internet
Pai chora ao lado do corpo do filho morto WhatsApp
Pai chora ao lado do corpo do filho morto FOTO ENVIADA PARA O ZAP ZAP DO MEIA HORA

Comentários

Mais notícias