• Siga o Meia-Hora nas redes!

Sem luxo na sala do vuco-vuco

Seap padroniza locais de visita íntima nas cadeias

 'Suítes' de Benfica tinham  cama de casal, TVs e luz vermelha.
'Suítes' de Benfica tinham cama de casal, TVs e luz vermelha. - REPRODUÇÕES

'Cadeia não é motel", decretou ontem o secretário de Administração Penitenciária, David Anthony. Ele anunciou mudanças para os locais de encontros íntimos, que deixarão de contar com decorações, como luzes coloridas, e direito à televisão, como foi descoberto na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, onde estão os presos da Lava Jato.

No início do mês, a coluna Informe do Dia do jornal O Dia revelou com exclusividade fotos de seis 'suítes' na unidade. As salas passarão a ser duas. As paredes dos cômodos, que tinham tons azul e rosa, já foram pintadas de branco.

"Em Benfica já acabamos. Agora, só teremos parlatório no térreo. Mas vamos padronizar as salas em todo o sistema penitenciário. Todas serão pintadas de branco e não haverá aparelhos de TV", disse.

Segundo o secretário, a redução do número de salas em Benfica foi baseada em critérios técnicos: para os 27 internos com direito à visita íntima, duas salas são suficientes.

Anthony pediu ao Conselho Penitenciário ontem para analisar outras mudanças, como não colocar o horário de visita junto com a agenda de parlatório. Ele defendeu ainda regras mais claras de conduta nas cadeias. Um dos modelos para o sistema penitenciário do Rio é o do Paraná. "Ora, hoje fala-se que não pode entrar alimentos in natura. Mas o que é isso? É preciso ser mais claro", explicou o secretário.

Galeria de Fotos

'Suítes' de Benfica tinham cama de casal, TVs e luz vermelha. REPRODUÇÕES
David Anthony exonerou ainda 17 funcionários de outras unidades Daniel Castelo Branco

Comentários

Mais notícias