• Siga o Meia-Hora nas redes!

Jongo em tributo à vereadora

Na Lapa, no Centro do Rio, a Casa das Pretas, onde a vereadora Marielle Franco participou de um evento pouco antes de ser morta, junto com o motorista Anderson Gomes, no dia 14 de março, fez um ato na Rua dos Inválidos, ontem à noite. Os participantes cantaram jongo em tributo à vereadora. De acordo com as organizadoras, o jongo era tradicionalmente tocado em homenagem às almas de escravos mortos e era um ritmo apreciado por Marielle.

Na fachada do prédio, foram penduradas duas faixas. Uma delas questionava: "Quem matou Marielle? O racismo e o fascismo do Brasil". A outra, maior, trazia a inscrição: "Marielle vive!". Após o ato, os manifestantes fizeram uma passeata.

Comentários

Mais notícias