• Siga o Meia-Hora nas redes!

Disputa pelo Vidigal

Terceiro Comando Puro tenta tomar a favela após saída do Comando Vemelho

Moradores do Morro do Vidigal, na Zona Sul, viveram uma tarde infernal, ontem, por causa da intensa troca de tiros entre traficantes do Comando Vermelho (CV) e do Terceiro Comando Puro (TCP). O tiroteio provocou o fechamento da Avenida Niemeyer por cerca de três horas, no horário de maior movimento. À noite, dois bandidos foram presos.

Policiais do 23º BPM (Leblon) fizeram um cinturão de segurança na parte baixa da favela e homens do batalhão de Operações Especiais (Bope) subiram a comunidade. Até o fim da noite não havia informações de mortos ou feridos.

Segundo moradores, uma operação policial durante a manhã que não foi confirmada pela PM provocou a fuga de traficantes do CV pela mata, para a Rocinha. Bandidos rivais, do TCP, que controlam as comunidades Chapéu Mangueira e Babilônia, no Leme, teriam aproveitado para invadir o Morro do Vidigal.

'Tá muito pesado!'

À tarde, traficantes do CV retornaram à favela, dando início aos confrontos. Trabalhadores que voltavam para casa e estudantes ficaram concentrados na subida da comunidade, esperando o fim do tiroteio.

Pelas redes sociais, moradores alertavam para o perigo: "Amigos, não passem nesse momento de forma alguma na Rocinha, São Conrado, Niemeyer, Vidigal...É muito tiro!!! Tá muito pesado!! Deus abençoe geral!" postou um internauta.

O Morro do Vidigal, que faz divisa com a Rocinha, foi tomado pelo CV, após o racha entre Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157, e Antonio Francisco Bonfim Lopes, o Nem da Rocinha, em setembro. Na guerra entre a ADA, de Nem, e o CV, para onde Rogério pulou, tanto a parte alta da Rocinha como o Vidigal ficaram com o Comando Vermelho.

Comentários

Mais notícias