• Siga o Meia-Hora nas redes!

Três suspeitos vão em cana

Delegada investiga se um PM seria líder de milícia que age na região

João Paulo Firmino (sem camisa) foi um dos presos ontem
João Paulo Firmino (sem camisa) foi um dos presos ontem - WhatsApp O DIA (98762-8248)

A Polícia Civil investiga o envolvimento de pelo menos dois PMs na milícia responsável pela chacina de cinco jovens em um condomínio em Maricá, na Região Metropolitana, em 25 de março. Eles foram alvos de mandados de busca e apreensão, ontem.

Segundo a delegada Bárbara Lomba, da Delegacia de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG), um dos policiais pode ser o líder do grupo. Foram cumpridos três mandados de prisão temporária, em Itaipuaçú, distrito de Maricá. Um dos presos, João Paulo Firmino, seria o autor dos disparos que mataram os jovens Sávio Oliveira, 20; Marco Jhonatan Silva Oliveira, 17; Patrick da Silva Diniz, 19; Matheus Bittencourt, 18 e Matheus Baraúna, 16.

Também foram presos Flávio Ferreira Martins, o Bimbinha, e Jefferson Moraes Ramos. As investigações apontam que apenas Firmino estava no local da chacina. Segundo testemunha, ele era visto frequentemente na região. A polícia procura identificar o mandante do crime.

Segundo a delegada, o grupo criminoso atua em toda Maricá teria matado os jovens para reprimir o consumo de drogas no condomínio. Os jovens não tinham antecedentes criminais.

Galeria de Fotos

João Paulo Firmino (sem camisa) foi um dos presos ontem WhatsApp O DIA (98762-8248)
Parentes de alguns dos presos protestaram ontem em Santa Cruz, alegando que eles só tinham ido à festa WhatsApp O DIA (98762-8248)

Comentários

Mais notícias