• Siga o Meia-Hora nas redes!

Bens do tráfico

Cocaína era transportada e guardada em Itaguaí

Michael Iotti da Silva, o Messi
Michael Iotti da Silva, o Messi - Divulgação

A Justiça do Rio determinou o sequestro de uma lancha e um imóvel em Coroa Grande, Itaguaí, na Região Metropolitana do Rio, usadas para transportar e armazenar 232 quilos de pasta base de cocaína. A droga foi apreendida na casa pela Polícia Federal, em operação realizada no dia 15 de março. Na ocasião, foram presos em flagrante Adailson da Silva dos Santos, Lúcio Valério da Silva e Leandro Tavares de Lemos.

O pedido de sequestro foi feito pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Rio de Janeiro. De acordo com os promotores, a lancha era usada para levar a droga para Itaguaí pela Baía de Sepetiba. De lá, a droga era levada para abastecer as bocas de fumo, de lancha ou pelas estradas que cortam a região.

Na casa onde era guardada a lancha, os traficantes mantinham material de construção à vista dos vizinhos no intuito de fingir que estava sendo realizada uma obra no local e evitar suspeitas por conta do entra e sai de veículos de carga.

Após a operação que resultou na prisão de três traficantes em flagrante, foi identificado um quarto suspeito, Carlos Eduardo dos Santos Silva, que é proprietário do imóvel e da embarcação. Ele não foi preso.

Prisão decretada

Os quatro tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça. O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) pede ainda a condenação de Carlos Eduardo por utilizar a propriedade para o tráfico de drogas. Ele já é considerado foragido pela polícia.

Galeria de Fotos

Michael Iotti da Silva, o Messi Divulgação
O Fluminense apresentou o zagueiro Luan Peres (E) e o volante Dodi LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.
Abel citou o interesse europeu em Richard, Pedro e Ayrton Lucas MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC
Pedro Carvalho é o Amaro de 'O Outro Lado do Paraíso', que acaba dia 11 Sergio Baia/Divulgação

Comentários

Mais notícias