• Siga o Meia-Hora nas redes!

SALÁRIO MÍNIMO

Roney Sá, 23 anos, tinha dificuldades em se relacionar com mulheres por ter o pinto muito pequeno. Desesperado, o rapaz procurou um médico, no Rio Grande do Sul, mas descobriu que o caso dele não tinha solução. Sem acreditar, Roney comprou na internet produtos que prometiam aumentar o órgão, mas também não adiantou. Depois, procurou o pai de santo Agnaldo Mota, 46 anos, conhecido como Pai Aruanda Africano, que prometeu aumentar o pinto de Roney em três dias e cobrou R$ 3 mil pelo trabalho. Feliz da vida, o rapaz negociou a demissão com o patrão e pagou ao religioso. Como parte do ritual, Pai Aruanda Africano levou Roney para um quarto, onde iniciou um ritual de chupeta no rapaz, que ficou furioso. Na briga, o homem ameaçou jogar uma praga no rapaz que exigiu o dinheiro dele de volta. Agressivo, Roney espancou o pai de santo a pauladas e acabou preso. Na delegacia, ele recebeu a visita de um produtor que convidou Roney para estrelar um filme pornô com o título: 'O Salário Mínimo'. Ai, Papai! Socorro, Pedro Augusto! Quanta sacanagem, quanta violência, meu Deus!!!

Comentários

Mais notícias