• Siga o Meia-Hora nas redes!

Quadrilha de roubo de cargas é desbaratada

PF cumpre 14 mandados de prisão temporária e outros nove de busca e apreensão

Parte do bando preso é escoltado por agentes da Polícia Federal. Assaltantes atacavam todos os dias
Parte do bando preso é escoltado por agentes da Polícia Federal. Assaltantes atacavam todos os dias - fotos Estefan Radovicz

Quatorze suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em roubo de cargas no Rio e na Região Metropolitana foram presos, ontem, numa operação da Polícia Federal (PF), que contou com o apoio da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Militar. As investigações da Operação Fórtio começaram há mais de três meses, após bandidos fortemente armados levarem um caminhão para o Complexo do Lins, na Zona Norte. Um helicóptero da TV Globo flagrou a ação dos criminosos. Além das prisões, a PF cumpriu nove mandados de busca e apreensão.

De acordo com a PF, os bandidos atacavam todos os dias, há pelo menos oito meses, na Pavuna, na Zona Norte, e em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. O bando também agia na Niterói-Manilha, na altura de São Gonçalo, local apontado pela polícia como um dos mais críticos.

Cargas de carnes, cigarros e cervejas eram as preferidas dos criminosos. Segundo a investigação, os acusados miravam "produtos de renda imediata e de alta liquidez". Alguns assaltantes eram também receptadores; ou seja, ficavam com produtos roubados.

"Descobrimos que essa quadrilha se articulava em vários núcleos e eles também ficavam com as cargas. Eles roubavam tudo. Dentro da comunidade, se o produto não se enquadrasse nas necessidades de venda dos criminosos, o veículo era liberado", declarou o delegado Marcelo Prudente, responsável pela operação.

Comentários

Mais notícias