• Siga o Meia-Hora nas redes!

Passagem pode subir para R$ 4

Justiça ainda precisa autorizar o reajuste da tarifa

A Prefeitura do Rio de Janeiro e o Rio Ônibus protocolaram em juízo um termo de conciliação que poderá encerrar as disputas judiciais em relação ao serviço de transportes do município. A tarifa de ônibus deverá sofrer um reajuste de 11,1%, passando dos atuais R$ 3,60 para R$ 4. O aumento do valor da passagem, no entanto, não será imediato, uma vez que o acordo depende de autorização da Justiça.

Segundo a prefeitura, uma série de contrapartidas deverá ser cumprida pelo Rio Ônibus. Entre elas, a climatização de 100% da frota da cidade, com entrega imediata de 150 veículos em até 90 dias após a homologação judicial. O restante seria escalonado, até 2020. A vida útil dos ônibus em circulação não poderá ultrapassar os nove anos e as empresas assumem, integralmente, o custo com as gratuidades previstas em lei. O acordo também exige que as concessionárias restabeleçam todas as linhas que tiveram a circulação suspensa.

Ainda de acordo com o termo, as empresas de ônibus deverão apresentar balancetes trimestrais de suas operações contábeis e financeiras. As informações serão usadas na auditoria, ainda em andamento na Secretaria Municipal de Transportes, que deverá estabelecer tecnicamente a nova tarifa. Caso fique demonstrado que o valor é inferior a R$ 4, as empresas terão que reduzir o preço das passagens e ainda oferecer a compensação pela cobrança a mais. Já se o valor constatado for superior a R$ 4, a passagem não será reajustada.

Comentários

Mais notícias