• Siga o Meia-Hora nas redes!

Operação por terra, céu e mar

Militares vasculham Babilônia e Chapéu Mangueira

Militares nas favelas do Chapeu Mangueira e Babilonia no Leme Zona Sul do Rio Foto  Severino  Silva Agencia O Dia
Militares nas favelas do Chapeu Mangueira e Babilonia no Leme Zona Sul do Rio Foto Severino Silva Agencia O Dia - Severino Silva

Cerca de 2 mil homens de forças de segurança participaram de uma grande operação, ontem, nas comunidades da Babilônia e Chapéu Mangueira, no Leme, Zona Sul do Rio. A ação teve participação da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, além de militares da Marinha, Exército e Aeronáutica. Os agentes fizeram cerco e remoção de barricadas, além de revistarem pessoas e veículos, bem como a checagem de antecedentes criminais.

Os militares vasculharam a mata que corta as comunidades, no trecho entre o Leme e o bairro da Urca, usado por criminosos durante a guerra de facções que disputam os morros da Babilônia e Chapéu Mangueira. Um corpo em estado de decomposição foi encontrado e levado para o IML.

Cerca de 100 homens do Exército ocuparam a Pedra do Urubu, atrás do Chapéu Mangueira, ponto estratégico usado pelos criminosos e que dá vista para toda a região do Leme e de parte de Copacabana. Na trilha que dá acesso ao local, militares encontraram cabanas improvisadas usadas pelos bandidos que se abrigaram na mata.

A Marinha fez patrulhamento e cerco pelo mar, enquanto a Aeronáutica atuou com helicópteros.

No fim da tarde, o Comando Conjunto divulgou o balanço da operação. Dois suspeitos acabaram presos e foram apreendidos uma pistola, 150 munições de fuzil, 15 munições de pistola, carregadores de fuzil e pistola, três granadas artesanais, três capas de colete à prova de bala, caderno de anotações do tráfico e um radiotransmissor.

Galeria de Fotos

Militares nas favelas do Chapeu Mangueira e Babilonia no Leme Zona Sul do Rio Foto Severino Silva Agencia O Dia Severino Silva
O dinamarquês Poulsen (D) recebe o amarelo após cometer o pênalti AFP

Comentários

Mais notícias