• Siga o Meia-Hora nas redes!

Suspeito já está em cana

Marcelo Cavalcanti Gomes, suspeito de atear fogo no porteiro Jefferson de Souza, se entregou à polícia na madrugada de ontem na 110ª DP (Teresópolis), na Região Serrana. A Justiça havia decretado a prisão preventiva dele na quinta-feira.

O porteiro de 23 anos teve o corpo incendiado pelo morador do condomínio em que trabalha, segundo a Polícia Civil, na tarde da última terça-feira, em Teresópolis.

Jefferson teve 60% do corpo queimados e foi levado para o Hospital das Clínicas de Teresópolis para o primeiro atendimento, e transferido para o Hospital Estadual de Traumatologia e Ortopedia Vereador Melchiades Calazans, em Nilópolis, na Baixada Fluminense, onde continua internado. De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde, o estado de saúde de Jefferson é grave.

Comentários

Mais notícias