• Siga o Meia-Hora nas redes!

Polícia de olho no 'Tandera'

Bandido tava malocado em casa de R$ 2 milhões, na Baixada Fluminense

Na casa foram apreendidos dinheiro, joias,  relógios e celulares
Na casa foram apreendidos dinheiro, joias, relógios e celulares - Divulgação

Uma operação da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) estourou ontem um esconderijo do criminoso Danilo Dias Lima, o 'Tandera', apontado como chefe de uma das maiores milícias da Baixada Fluminense.

Na casa, em condomínio de luxo, avaliada em R$ 2 milhões, em Seropédica, foram apreendidos dinheiro, joias, relógios e celulares, além de um carro de luxo blindado, avaliado em mais de R$ 150 mil. Também havia documentos que, segundo a polícia, mostram investimentos em imóveis, terrenos e animais para lavar o dinheiro da quadrilha. O criminoso não foi encontrado. O Portal dos Procurados oferece recompensa de R$ 1 mil por informações que levem à prisão do 'Tandera'.

Segundo a polícia, 'Tandera', que lidera a milícia em Seropédica e Nova Iguaçu, se associou a outro miliciano, Wellington da Silva Braga, o 'Ecko', chefe do grupo paramilitar que atua em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio. O carro apreendido na casa de 'Tandera' é do mesmo modelo de outro, apreendido na operação para prender 'Ecko', no dia 7 de abril, em uma festa, em Santa Cruz. O veículo pertenceria a 'Tandera', que estava no local e conseguiu fugir. Cinco bandidos morreram em confronto com policiais e 159 suspeitos foram detidos.

Comentários

Mais notícias