• Siga o Meia-Hora nas redes!

'Bote' em armários de colegas

Policial armou flagrante e cabo PM foi pego dentro do Quartel General

Um flagrante inusitado fez com que uma policial militar desse voz de prisão a um colega de farda, ontem, dentro do Quartel General da corporação, no Centro do Rio. O suspeito de ser um 'gatuno de farda' foi preso, acusado de ter furtado dinheiro de uma colega. Ele teria pego cédulas marcadas pela vítima, que já desconfiava que alguém do trabalho estaria fazendo furtos nos armários funcionais.

Segundo informações da polícia, ao chegar ao QG a vítima marcou, com uma caneta marca-texto amarela, algumas cédulas e rabiscou uma nota de R$ 5 com uma caneta azul. Um outro policial teria servido como testemunha. Depois de marcadas as notas, o policial fez fotos e guardou o dinheiro em sua carteira, que foi colocada em seu armário.

Horas depois, quando foi verificar o dinheiro, viu que uma nota de R$ 50 e outras menores tinham desaparecido. A policial, então, fez uma ronda por estabelecimentos próximos perguntando se algum PM tentou trocar uma nota de R$ 50, até que recebeu informações de um comerciante, que passou a aparência física de quem o havia procurado.

De volta ao quartel, a vítima, ao lado de outros policiais, deu voz de prisão ao cabo e revistou sua carteira, onde teria encontrado outras notas marcadas. O cabo foi levado à 1ª DPJM (Delegacia de Polícia Judiciária Militar), no Méier, onde ficou detido e vai responder pelo crime de "subtrair, para si ou para outrem, coisa alheia móvel", prescrito no artigo 240 do Código Penal Militar (CPM).

Comentários

Mais notícias