• Siga o Meia-Hora nas redes!

Suspeito de matar oficiais

Ele estaria em arrastão que matou coronel

Um dos suspeitos de matar o coronel da PM Luiz Gustavo Teixeira, assassinado com um tiro de fuzil no peito em um arrastão, no Méier, em outubro de 2017, foi preso ontem em ação conjunta das polícias Militar e Civil, na Zona Norte do Rio. Matheus do Espírito Santo Severiano, o 'Cheiroso', foi capturado no Morro da Cachoeirinha, no Complexo do Lins. De acordo com a polícia, Matheus também participou do assassinato do tenente Guilherme Lopes da Cruz, morto em fevereiro, na Estrada do Gabinal, na Freguesia, Zona Oeste do Rio.

O coronel estava em um carro descaracterizado, dirigido por um cabo, e voltava de uma cerimônia de troca de comando na Zona Sul do Rio. Os criminosos estavam em um carro roubado e fizeram dezenas de disparos, atingindo o coronel com um tiro no peito. Ele foi levado para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, mas não resistiu. O cabo que dirigia o carro foi baleado na perna.

O tenente Guilherme foi abordado por dois criminosos no estacionamento de uma lanchonete e reagiu. Ele foi levado para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, mas não resistiu.

Na Baixada Fluminense, agentes do 21º BPM (São João de Meriti) prenderam, na noite de terça-feira, Gustavo Ferreira de Oliveira, o 'Gu', apontado como um dos envolvidos no assassinato do cabo PM Rafael dos Santos Castro, no dia 1º de fevereiro, em São João de Meriti.

Comentários

Mais notícias