• Siga o Meia-Hora nas redes!

Cabral admite caixa 2 e nega corrupção

O ex-governador do Rio Sérgio Cabral (MDB) admitiu, ontem, em audiência na 7ª Vara Federal Criminal, que recebeu recursos de caixa 2 durante suas campanhas eleitorais, mas negou que "tenha agido como corrupto".

Segundo ele, os recursos não foram contabilizados e nunca foram acompanhados de promessas ou garantias de contratos no decorrer de seu governo. Durante depoimento da Operação Unfair Play (Jogo Sujo), que investiga suposta compra de votos para o Rio sediar os Jogos Olímpicos, Cabral falou sobre a relação com o empresário Rei Arthur, um dos principais doadores nas campanhas de 2002 (Senado), 2006 e 2010. "Fiz uso de caixa 2. O que eu não fiz foi pedir propina, agir como corrupto. Eu nunca cheguei ao Arthur Soares para pedir isto ou aquilo", disse.

Comentários

Mais notícias