• Siga o Meia-Hora nas redes!

PM saca arma para vereadora

Tumulto entre policial militar e militantes assusta passageiros na barca

Uma confusão envolvendo a atual vereadora de Niterói e candidata a deputada federal pelo Psol, Talíria Petrone, e um policial militar, ainda não identificado, assustou passageiros que faziam a travessia da barca entre Niterói e Rio na manhã de ontem. A vereadora, acompanhada de alguns militantes, fazia a travessia da estação Arariboia, em Niterói, até a Praça XV, no Centro do Rio, onde panfletaria em campanha eleitoral.

Talíria informou que suas companheiras de campanha foram abordadas pelo PM na porta da estação, antes de embarcar. Segundo ele, a panfletagem não poderia ser realizada porque causaria problemas.

Já dentro da barca, a vereadora e o seu grupo pararam para uma foto. Nesse momento, o policial surgiu, mais uma vez, para repreender a atitude de maneira "grosseira e violenta", segundo a vereadora, que alegou ter se apresentado e explicado que não estava realizando campanha, iria apenas fazer a travessia.

"A gente ia tirar apenas uma foto. Eu me apresentei, disse que não estava cometendo nenhum crime eleitoral, mas ele agiu de forma extremamente truculenta. Eu ia atravessar com o meu material para panfletar na Praça XV", disse.

O PM, que estava fardado, chegou a sacar a arma dentro da embarcação e a empurrar um jovem que saiu em defesa da vereadora. Ele recebeu voz de prisão e está detido na delegacia. Outros passageiros chegaram a se envolver na confusão e foram vítimas da atitude truculenta do policial.

A Polícia Militar informou que houve um tumulto nas barcas e que um PM de serviço no local conduziu um grupo de pessoas para a 4ª DP (Praça da República). A Polícia Civil informou que ocorrência está em andamento na delegacia e que não iria dar mais detalhes sobre o incidente.

Comentários

Mais notícias