• Siga o Meia-Hora nas redes!

Filho viu mãe ser morta a mando do próprio pai

Menino havia acabado de almoçar com corretora quando ela foi executada a tiros

Portal dos Procurados divulgou cartaz oferecendo recompensa por informações sobre os primos assassinos
Portal dos Procurados divulgou cartaz oferecendo recompensa por informações sobre os primos assassinos - Divulgação

O flagrante da imagem do rosto do assassino de Karina Garofalo fez seu filho, de 11 anos, ter a certeza que tentava evitar. "Papai mandou matar a mamãe", gritou. "Ele socou a mesa e repetiu essa frase várias vezes. Não tinha mais dúvidas. Pouco após o crime, ele nos disse que reconheceu o carro como sendo o do primo do pai, mas voltou atrás porque queria negar o óbvio", afirmou um investigador da Delegacia de Homicídios (DH).

O reconhecimento foi feito na sede da DH, pelo filho de Karina, às 22h de quarta-feira. No momento do crime, ele estava a poucos metros da mãe, após os dois terem almoçado juntos. O ex-marido de Karina, Pedro Paulo Pereira, é apontado como mandante do crime, e o primo dele, Paulo Maurício Barros Pereira, como executor. Ambos tiveram a prisão decretada pela Justiça, e até o final da noite não haviam sido encontrados. O Portal dos Procurados divulgou cartaz oferecendo recompensa de R$ 1 mil por informações que levem à prisão da dupla.

Segundo a DH, o crime foi motivado por disputa por patrimônio de cerca de R$ 3 milhões, e pelo fato de o ex-marido estar insatisfeito com o novo relacionamento da vítima. A polícia investiga se houve feminicídio. "O crime foi premeditado. Ela tinha o hábito de andar com veículo blindado e eles esperaram a oportunidade de ela estar a pé. Vigiaram Karina desde o shopping", afirmou o delegado André Barbosa, da DH.

Comentários

Mais notícias