• Siga o Meia-Hora nas redes!

Mãe do 'Dr. Bumbum' tá soltinha

Na mesma decisão, juíza decretou a prisão preventiva do filho dela

A juíza Viviane Ramos de Faria, da 1ª Vara Criminal do Rio, revogou ontem a prisão de Maria de Fátima Furtado, mãe do médico Denis Furtado, de 45 anos, conhecido como 'Dr. Bumbum'. Na ação, a magistrada determinou, também, que Maria de Fátima; Renata Cirne, namorada de Denis; e a assistente Rosilene Pereira cumpram medidas cautelares não se ausentar do Rio, comparecer mensalmente à Justiça e não frequentar a clínica onde foram realizados os procedimentos estéticos.

"Considerando a gravidade das condutas imputadas às rés, no sentido de terem auxiliado Denis Cesar Barros Furtado, dando-lhe o suporte necessário para realizar procedimentos estéticos mediante a aplicação de substância química em quantidade acima do recomendado e em local impróprio, colaborando para o resultado fatal e criando risco à vida de indeterminado número de pessoas, o acolhimento do pedido ministerial de aplicação de medidas cautelares diversas da prisão se impõe", escreveu a juíza em seu despacho.

Na mesma decisão, a magistrada aceitou a denúncia do Ministério Público e decretou a prisão preventiva do médico. Ela destacou a gravidade do caso e afirmou que o "réu não aparenta ter atenção com a saúde de seus clientes".

A bancária Lilian Calixto, de 46 anos, morreu no dia 15 de julho, horas depois de ser submetida a um procedimento estético no apartamento do 'Dr. Bumbum'. No dia 19, o médico foi preso em um centro empresarial na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, junto com a mãe, que ajudava o filho nos procedimentos estéticos. Conhecido como Dr. Bumbum, Denis Furtado chegou a ficar foragido. Foi presa, também, a namorada de Denis, Renata Cirne, e solta por decisão liminar. Eles vão responder pelos crimes de homicídio doloso duplamente qualificado e associação criminosa. Se for condenado, o médico poderá pegar até 36 anos de prisão.

Comentários

Mais notícias