• Siga o Meia-Hora nas redes!

Chefe do Detran pagava R$ 1 mil à quadrilha

Um dos alvos da quadrilha de policiais era o chefe do posto do Detran em Santa Cruz, Eduardo Guimarães Dias, que era obrigado a pagar, quinzenalmente, R$ 1 mil ao bando. Isso porque o delegado Thiago Martins descobriu que ele exigia propinas de donos de carros reprovados na vistoria. Eduardo Guimarães também foi preso ontem.

Os PMs Rafael Bernardo da Silva, o 'Nhonho'; Carlos Menezes de Lima, o 'De Lima'; Valsi Câmara da Costa; Leonardo Ferreira de Andrade, o 'Leozinho'; Alan Rodrigues de Oliveira; e Alex Rodrigues de Oliveira, todos lotados no 27º BPM (Santa Cruz) também são acusados de integrar o bando e foram presos. Segundo as investigações, eles se passavam por policiais civis e participavam de operações para extorquir os alvos. Os seis foram encaminhados ao batalhão prisional da corporação, em Niterói. A PM e o Detran não falaram sobre as prisões.

Comentários

Mais notícias