• Siga o Meia-Hora nas redes!

Mais de 30 presos

Polícia fecha canteiros de obras de milicianos

Os homens flagrados nos locais foram presos e levados para a DP
Os homens flagrados nos locais foram presos e levados para a DP - Divulgação/PCERJ

Policiais militares do Comando de Polícia Ambiental (CPAM) prenderam, na manhã de ontem, 39 pessoas durante uma ação de combate a uma milícia na Zona Oeste do Rio. A operação foi realizada nas localidades da Muzema, Morro do Banco, Tijuquinha e Vila da Paz, no Itanhangá, além de Ilha da Gigóia e Ilha Primeira, na Barra. Os presos foram levados para a 16ª DP (Barra).

Os agentes descobriram a construção de dezenas de prédios, de quatro a seis andares em média, em áreas de proteção ambiental invadidas. Placas instaladas nos locais ofereciam apartamentos de diversos valores e condições de pagamento, inclusive com projeção de taxas de condomínio. As construções clandestinas não possuíam infraestrutura básica, como ligação regular de esgoto, que seriam lançados em rios e na Lagoa da Barra.

Também foram flagradas construções ilegais em área do Parque Nacional da Floresta da Tijuca. Ainda segundo a polícia, foram encontrados sistemas de monitoramento por câmeras nas construções e betoneiras. Máquinas e equipamentos usados pelos milicianos foram apreendidos. Quarenta e dois PMs do Comando de Polícia Ambiental, em 11 viaturas e três embarcações, participaram da operação.

Galeria de Fotos

Os homens flagrados nos locais foram presos e levados para a DP Divulgação/PCERJ
Material apreendido durante a ação no Complexo do Salgueiro Divulgação / PF
O Fluminense, de Marcelo Oliveira, já sonha com a Libertadores LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.

Comentários

Mais notcias